Há poesia em cada dia! Hoje é

Não tem título


Cada dia me dói de um jeito,
mas o certo é que dói.

A paciência dói.
Não sei se é sentimento ou experiência..

Decerto doem todas as coisas
pelas portas do fundo da mente.

Doem insones dores
da impotência, do desespero.

Sonho que acende vontades dói.
Lacunas que não devem ser preenchidas.

E assim dói aquilo que tem fim,
mas teima em durar, em ser infinito.

2 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Muito bom, teu poema, Marcos.
Um abraço.
Tenhas um ótimo fim de semana.

Marcos Lima disse...

Mais uma vez, obrigado por comentar aqui. Seus comentários enobrecem este espaço, Dilmar!

Postar um comentário

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates