Há poesia em cada dia! Hoje é

Sobre aves


A arte do Pássaro 

Pousado no parapeito,
parado e a espreita,
procurava a companheira.
Era novo e sonhava
com voos circulares
e duetos seculares
ao lado dela – seu par.
Também estava a par
daquela beleza e parou
sobre a grade branca,
anti-corvo, a desejar

sempre mais...

Lembrem-se, lembrem-se do junho de 2013


O exército do futuro
é uma milícia armada
de sociedade,
a faca branca da poesia,
o lança-chamas da liberdade,
o bolso que não aceita
mais esmolas,
as balanças da igualdade,
o alto-falante da garganta
gritando graves palavras,
obscenos atos de grandiosidade.
O sangue sangra do sonho
de quem já teve
pesadelos insones e sabe
que a vida nos é cara.
Despertos estamos de noite
e dia, curando as cicatrizes
de nossas caras.

Não tem título


Cada dia me dói de um jeito,
mas o certo é que dói.

A paciência dói.
Não sei se é sentimento ou experiência..

Decerto doem todas as coisas
pelas portas do fundo da mente.

Doem insones dores
da impotência, do desespero.

Sonho que acende vontades dói.
Lacunas que não devem ser preenchidas.

E assim dói aquilo que tem fim,
mas teima em durar, em ser infinito.

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates