Há poesia em cada dia! Hoje é

Lide


Seria um péssimo
jornalista.
Interessa-me narrar
as notícias no meio tempo.
Não gosto de narrar
no tempo datado nem com
muito atraso.
Impossibilitado de ser
historiador ou jornalista,
circunscrevo-me ao
tempo que quero
ou ainda ao que preciso.
Coloco tempo
nos fatos que não
o tem mais.

Canto Breve


Nas breves palavras
canto e conto
o tempo
vivo do momento
já chorei de rir.

Basta uma sílaba:
sim,
não...
vi,
mas
vi
a
vez
de
tu
e
de
mim.

Esperança


Parabéns pelos 287 anos, Fortaleza!


Esperança

Recife de coral ferroso
compõe inusitado quadro:
eternamente encalhado
na areia em meio ao mar.
Forjou-se no fogo
e restou como âncora
esfumaçada.
Logo, largado à deriva,
nem notado mais foi.
Agora é feito de água,
sal e calcário.

Praia Iracema Fortaleza Ceará Navio
Foto: Marcos Blaque

Quarto em mudança

Perco a conta
de quantos papéis
rasgo com raiva.
Pico, rasgo, amasso
e encho o saco.

Encho sacos e sacos
plásticos.
Brancos,
pretos,
azuis,
transparentes
e um laranja
da loja de brinquedos
em que comprei aquelas canetas.

Troco quadros,
quebro enquadrações,
rasgo mais papel
para depois
cortar e colar
outros novos.

Conchas caindo
em potes que
parecem diferentes
a cada dia.

Não gosto,
mas tem um
espelho vigiando
as minhas costas.
Não gosto, mas
ele é mais útil assim.

Sobra espaço
para mais quadros,
sobra mais espaço
no quarto,
sobra mais vazio
para preencher
com as palavras
que uso para
não enlouquecer.

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates