Há poesia em cada dia! Hoje é

Blog Day 2011

A postagem de hoje faz parte das comemorações do Blog Day 2011! O Blog Day é um movimento internacional que consiste em fazer uma postagem indicando cinco blogs com conteúdo interessante e desta forma gerar uma corrente de sugestões e descobertas de novos blogs. Acredito que eventos deste tipo são muito interessantes e coloco abaixo a minha lista. Espero que gostem dos meus indicados. Há poesia em cada dia!


1. O primeiro indicado é o Passagens do poeta Eduardo Lázaro (com quem escrevi em parceria o último poema do blog, Helianto). Acompanho o trabalho de Eduardo há algum tempo e desta observação, de um rápido diálogo e de uma intensa troca de e-mails nasceu o poema que vocês leram na última postagem.

2. A vida com Logan é um blog fantástico! Flávio Soares decidiu transformar o seu cotidiano como pai de uma criança com Síndrome de Down (o garoto Logan) em um blog com tirinhas incríveis! A arte de Flávio é muito bonita e o blog também agrega notícias ligadas ao portadores da Síndrome. Imperdível!

3. O Todo Anjo é Terrível de Álisson da Hora também é uma boa pedida. Álisson é Mestre em Teoria da Literatura e o nome é referência a um trecho do grande poeta alemão Rainer Maria Rilke. Vale muito a pena passar por lá e conferir os poemas dele.

4. Outro blog bacana é Blog do Ricardo Novais. O escritor pertence ao coletivo literário O BULE, mas também mantém este ótimo projeto pessoal sempre com textos muito bem construídos. O autor está de parabéns e por isso é mais um dos indicados.

5. Fecha a lista o Mundo Leitor do estudante Bruno Cassiano. O blog é mantido quase que sozinho por Bruno e conta com postagens de textos de autores famosos e parcerias com autores que publicam na internet. Só o esforço de Bruno contra todas as dificuldades já vale esta mais do que feliz indicação.


Espero que tenham gostado e até o próximo Blog Day!

Helianto (com Eduardo Lázaro)

Olá, amigos.

O poema de hoje é um texto muito especial porque se trata de uma parceria inédita. Um texto escrito com o meu amigo poeta Eduardo Lázaro (do blog Passagens). Eduardo também mantém o perfil @dulazaro no twitter e foi por lá que alguns versos seus me chamaram a atenção e após uma rápida conversa firmamos uma parceria cujo resultado é este que poderão acompanhar agora. Gostaria também de anunciar que devido ao sucesso dos últimos poemas, alterarei o horário das próximas postagens. Hoje elas saem geralmente às 20h e agora sairão mais cedo, no início da tarde, por volta de 13h. Há poesia em cada dia!

Doze girassóis numa jarra (Vincent Van Gogh, 1888)

Helianto

Flaming flowers that brightly blaze...” (Don McLean)


Planto girassóis para ver Van Gogh,
compreendido na paleta dos sentidos,
dispostos à sorte, tempo que ergue.
Pesado é o véu da arte à tela vazia.

Persuado o pintor, será em vão?
Vincent, homem holandês,
nunca pintaria um único girassol
na corte de Luís XIV.

Versailles nem Château nenhum
há de ofuscar seu brilho sem igual.
Disposta ao deleite da espera, está.
Cavalete em pé, à janela aberta. 

Na certeza, vindoura, aguarda.
Amanhece e mostra
oportunidade renovada!
Ensina nesta luz, nos recria:

A vida que emana do calor
amarelo é apenas parte
da força contida no círculo
do ciclo da vida dos girassóis.

Nova Seção Poética

Olá, pessoal.


Hoje estou postando um poema que inicia oficialmente uma nova Seção poética aqui no blog. O nome dela será 'Viagem' e dois poemas anteriores já fazem parte dela: PragmáticaOde ao Girassol - poema recordista de acessos do blog em apenas um dia. Ela abrigará textos produzidos com uma temática: minha relação com a cidade de Fortaleza.


Não explicarei agora todos os motivos que me levaram a criar esta nova Seção ou como minha relação com Fortaleza aconteceu (afinal, como diria "Dom Pablo", não podemos explicar um poema melhor do quando o escrevemos), mas ao longo dos textos poderão perceber que formam um todo coeso e com um fio norteador muito claro.


Curiosamente, o poema a seguir ainda não fala propriamente de Fortaleza, mas dá uma ideia dos porquês desta nova temática que estou desenvolvendo e abre esta nova Seção. Espero que gostem:


Entardecer na cidade de São PauloFoto: Marcos Blaque



Preâmbulo Urbano


Agora vejo placas de ruas que nunca vi,
nas avenidas brotam flores drummondianas
que rompem o asfalto e a rotina.
Minha retina fotografa uma cidade
que não é mais cinza
nem sobre forte nevoeiro.
Encontro novas cores
ainda sem nomes
no pôr do sol.
Não habito mais nenhum
dos estados da federação,
acabo de decretar que
estou em estado lírico.

apontamentos

Uma brincadeira séria, meu momento Bukowski:


apontamentos

gosto do lirismo
contido em um pacote de bolachas
(sim, sou paulista
e não digo biscoito).
o pacote tem início
meio
fim
e ainda restam farelos,
migalhas para comer.
como migalhas de BOLACHA,
não como migalhas de AMOR-PRÓPRIO.
“velho Hank, amigo,
um café puro,
bem preto,
sem açúcar,
pra nós dois.”

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates