Há poesia em cada dia! Hoje é

As vantagens do vagar

Fugindo da pós-modernidade:


As vantagens do vagar

Veja:
do início ao fim, lento.
Fora do mundo
energético
prefiro as vantagens
do vagar.
Ainda falo o idioma
galego
porque estou vagando
pela língua.
Movimento vagabundo
(vagamundo?)
virado do avesso
eu avanço
tal qual América aberta,
venosa,
exposta pelo guardião
Galeano.
Prefiro as vantagens
do vagar.

6 comentários:

Suzana Martins disse...

Lentamente um início que produz um fim cheio de vantagens a vagar dentro de mim...

Amo as suas poesias!!!

Beijos

Marcos R. B. Lima disse...

Olá, Suzana.

Eu que adoro seus comentários: verdadeiros poemas - sempre permeados de função poética!

Beijos.

Clícia Carvalho disse...

"Prefiro as vantagens do vagar."

Lindo, Marcos, como sempre!
Parece-me que todas as suas poesias têm um único propósito: encantar cada vez mais as pessoas que têm o privilégio de lê-las.

Beijo :*

Marcos R. B. Lima disse...

Olá, Clícia.

Começo a ficar sem palavras diante de seus elogios. Obrigado pela presença constante!

Beijos.

isabel maria disse...

Uma passagem lenta e vagarosa pela sonoridade da língua portuguesa.
Bravo!

Marcos R. B. Lima disse...

Olá, Isabel.

Obrigado pela delicadeza do comentário - em todos os sentidos. Fiquei muito feliz de ter a sua presença novamente por aqui. Volte sempre!

Abraços!

Postar um comentário

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates