Há poesia em cada dia! Hoje é

Balanço e Ano Novo!

Olá pessoal,

Agora estamos muito perto de 2011 e, como prometi, farei um balanço sobre o Há Poesia em cada dia no ano de 2010. O resultado: ótimo (felizmente, rs)!

O ano de 2010 foi um tanto quanto atribulado para mim em várias áreas, mas certamente aqui ele foi muito bom. O blog me trouxe muitas e muitas alegrias neste ano. Em 2009, pouco mais de 50% das postagens tinham algum comentário, agora temos mais de 85% das postagens comentadas!

As visitas nacionais aumentaram absurdamente e nem consigo medir o quanto porque agora tenho visitas dos quatro cantos do país! As visitas internacionais mais que dobraram! Em 2009, o blog já tinha visitas de Canadá e EUA. Agora temos muitos mais países! Tenho visitas constantes dos EUA e de nossos irmãos portugueses - que já são o segundo país que mais acessa o blog, só perdendo para nós brasileiros! Também recebo visitas do Reino Unido, Itália, Espanha, Suíça, Argentina, Holanda e mais esporadicamente de alguns outros países como Rússia, Grécia, Colômbia, Argentina, Angola entre outros.

O twitter @hapoesia, criado no ínicio de 2010 como uma extensão do blog, já conta com mais de 500 seguidores e alguns dos meus aforismos de lá foram selecionados pela Editora Novitas para a publicação do e-book Apenas o necessário. Além disso, um texto que postei para o concurso da Bienal do Livro de São Paulo foi publicado no livro Microcontos, da Blog Books, com patrocínio do Governo do Estado de São Paulo, da Organização Poiesis, do movimento ETC e da Fundação Volkswagen - mais uma importantíssima conquista.

Agradeço a todos que visitaram o blog em 2010 com comentários ou apenas lendo os poemas. O blog entrará em recesso agora em janeiro e voltará no início de fevereiro com algumas novidades. Refleti bastante sobre o papel do blog e tenho uma nova contribuição para os leitores que começará a aparecer já no início de 2011. Enfim: Há poesia em cada dia!

Feliz, próspero e literário 2011 para todos!
Abraços!

Feliz, Feliz Natal!

Olá, pessoal!

Considero o Natal como o feriado mais representativo do ano e gostaria de desejar a todos os leitores do blog: Um ótimo Natal! Na próxima postagem, a última do ano, farei um balanço sobre os dados do Há poesia em cada dia em 2010 e anunciarei algumas novidades para 2011. Despeço-me agora reiterando os meus votos.

Novamente,
Feliz Natal!

Azul

Aí vai:


Azul

Nublado.
Manhã fria.
Manhã chuvosa.
Horda de carros
pretos,
brancos,
cinzas,
muitos cinzas.
Não adianta o dia estar acinzentado,
o tempo nublado,
a chuva,
a luva,
o guarda-chuva...
Você está azul.
Você está azul e isto basta.
As gotas de chuva
molham e embaçam
os vidros
mostrando os mosaicos escondidos.
Mas você está azul.
Você brilha azul e isto basta.
A simplicidade opaca de seu azul também basta.

Microcontos

Olá, pessoal!


Informo com muita alegria a minha participação em mais uma publicação - e desta vez em uma publicação impressa! Durante a última Bienal do Livro de São Paulo foi feito um concurso de microcontos pelo twitter, patrocinado pela Fundação Volkswagen, e o primeiro lugar ganhou um baú repleto de livros. Não fiquei em primeiro lugar, mas todos os participantes tiveram seus microcontos reunidos e publicados em livro, organizado por José Luiz Goldfarb e contando com o (micro)prefácio de Marcelino Freire!

Na semana passada, recebi a notícia pelo perfil @ETC_Sampa sobre o lançamento que aconteceria na Livraria Cultura Arte do Conjunto Nacional, no sábado (11/12). Ganhei o livro como cortesia por ser participante, mas quem quiser pode comprá-lo pelo site da Editora Singular. Confira o meu microconto, ele está na página 47 - postado pelo perfil @hapoesia. Parece que, no futuro, a obra também estará disponível para download gratuito, mas por enquanto você podem comprá-lo clicando na capa abaixo (o preço é acessível, apenas R$ 9,99 e vale muito a pena):

Compre aqui (Clique na imagem do livro)!

Memória

Um poema-piada:


Memória


Queria escrever sobre...
Para que fosse...
Dizendo que...
Naturalmente é...
Visto anteriormente...
Simbolizado os...
Por meio deste...
Certamente foi...
Enfim...
Esqueci.

Geografia

Todos temos a nossa:



Geografia


Pés

(Infância) Poucas,

restam algumas.

Poucas.


Joelhos

(07 aos 13 anos)

Cobertos, não tive

joelhos. Repletos.


Pernas

(10 anos) Corte,

perna esquerda.

Pedaço de aço.


Mãos

(16 anos) Direita: Do início

do polegar até a unha.

Cachorro, mordida.


(11 anos) Esquerda: Dedo médio,

formato em “V”. Latão,

vassoura de piaçava.


Rosto

(07 anos) Lado esquerdo,

testa. Corte,

telha enferrujada.


(25 anos) Circular,

em torno do cabelo.

Varicela.


Coração

(04 anos) Primeira paixão...

(17 anos) Primeira desilusão...

(20 anos) Primeiro amor...

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates