Há poesia em cada dia! Hoje é

Acuidade

Sem mais:


Acuidade

Você me vê, mas não me enxerga.
A sua retina,
entre o rubro e o violáceo,
tirou-me do foco.

Você se move com o ritmo,
eu acompanho os compassos.

O ritmo exige a atuação,
o compasso exige a audição.

Você me enxerga, mas não me vê.
A sua rotina,
entre o rubro e o violáceo,
tirou-me do roteiro.

Você vive o momento,
eu espero o imponderável.

O momento exige entrega,
o imponderável exige ser cauto.

Você me vê e me enxerga.
A sua neblina,
entre o rubro e o violáceo,
é que não vê e não enxerga.

Três Haicais

Faz algum tempo que não posto haicais aqui. Aí vão mais três - o segundo é um esdrúxulo híbrido:


Haicai melancólico

Te amo.
Por vezes
até dói.

Crítica Pós-Moderna

Romance pictórico – como
câmera fotográfica:
Prólogo ou Epílogo?

E se...


E se a eternidade fosse uma rua
pela qual andássemos sem nunca
chegarmos ao fim?

Linguística

A força das palavras:


Linguística


Só é possível filosofar em alemão,
Mas é possível poetizar em todas as línguas.
Poetizar depende das palavras e
Todo idioma possui palavras pedras.
Palavras pedras podem ser preciosas.
O português possui uma pedra típica
Como os diamantes das Minas:
A palavra saudade, palavra dura,
Cortante e impactante.
O espanhol possui dois rubis,
Irmãos gêmeos que são a chave
De um labirinto espiritual:
A fórmula espejo / reflejo,
Rima infinita e forte.
Gosto também das palavras
Usadas para o mar.
O mar português,
La mer francesa,
Il mare italiano,
The sea inglês...
Mas o mar em verdade é grego.
O mar é uma esmeralda mitológica
De poderes e marulhos infinitos.
O mar é thálassa,
Mar da Odisseia grega.
Pará thina polyphlóisboio thalásses*!


* Verso de Homero

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates