Há poesia em cada dia! Hoje é

Sara o mar, mago!

Em tempo:


Sara o mar, mago!

“Não há uma língua portuguesa, há línguas em português.” – José Saramago

Sara o mar, mago!
Sara o mar da língua,
pois cada escritor vivo
é uma ilha desconhecida
com histórias inesgotáveis
precisando de águas turvas
para a navegação.

Sara o mar, mago!
Sara, pois o escritor
não expira com a morte,
oculta-se como a Atlântida
e torna-se um tesouro,
um continente afundado
em palavras e encoberto
nas páginas das obras
e nas suas leituras.

Sara o mar, mago!
Sara o mar português,
resignado, lúcido, intermitente,
mas nunca dissoluto.

Sara o mar, mago!
Sara porque o mar
é como uma flor
ou como um objeto,
quase memória, quase homem,
duplicado em suas ondas.

Sara o mar, mago!
Todos os nomes não
são suficientes para
a pátria, a pátria,
como já sabe
qualquer pessoa,
é a nossa língua,
portuguesa.

4 comentários:

Irene Caram disse...

Que lindo, Marcos.
Há muito o que se resgatar!!!!!
Grata, Irene.

Marcos R. B. Lima disse...

Olá Irene,

Obrigado pelo comentário. A perda de Saramago foi algo muito triste para o mundo lusófono.

Abraços.

O Tom da Retórica disse...

LINDO!LINDO!LINDO!LINDO!LINDO!LINDO!LINDO!LINDO!LINDO!

Marcos R. B. Lima disse...

Obrigado e comente sempre.

Abraços!

Postar um comentário

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates