Há poesia em cada dia! Hoje é

A virada está chegando...

Olá pessoal,

2010 está bem perto agora... será bom? Ruim? Igual? Não sei, será 2010 e pronto. Que seja o melhor 2010 que todos nós poderíamos desejar. Mais uma vez agradeço a todos que passaram por aqui em 2009. O blog ficará parado em janeiro e voltará em fevereiro com força total. Durante o recesso, pretendo ajeitar algumas pendências que tenho e escrever mais. Espero que a virada seja ótima para todos.

Abraços.

Fábulas

Originalmente estes haicais seriam esdrúxulos híbridos, mas a sua materialização saiu de forma diferente. Aí vão os dois:


Fábula 1

Educar em trânsito
com a característica
Moral da história.

Fábula 2

Moral helênica
da ética viva que a
História fundou.

Feliz Natal!!!

Olá pessoal,


Gostaria de desejar a todos que acompanharam o blog - ativamente e com comentários ou aqueles que só deram uma passadinha - um ótimo Natal! Estou muito feliz com a minha empreitada e por ter conseguido manter um ritmo bom de postagens. Chegamos ao final de 2009 e o blog ainda não completou um ano, mas já tive muitas alegrias! Mais da metade das postagens possuem algum comentário das pessoas que apreciaram os textos e o blog já conta com visitas internacionais: EUA e Canadá. Prometo manter a constância das postagens para o próximo ano.


Mais uma vez,
Feliz Natal!!!

Declaração essencial de amor infinito

O final do ano é uma época propícia para amenidades. Aí vai mais um poema-piada ao estilo oswaldiano. Abraços.


Declaração essencial de amor infinito


... te amo...

Távola

Esdrúxulos - um dos primeiros que escrevi:


Távola

círculo alegórico mítico,
arquitetônico. Épico
exército romântico místico...

Eu não estou bom

Simples assim, bruto assim, com um tom de piada ironicamente amarga:


Eu não estou bom

Eu não estou bom.
Deixei o inexorável
otimismo guardado no
bolso da calça que eu
coloquei para lavar.
Eu não estou bom.
Perdi a disposição,
no meio do caminho,
enquanto voltava
para a minha casa.
Eu não estou bom.
Esqueci as piadas
no banco do ônibus
e quando desci, percebi
que estava vazio, vazio.
Eu não estou bom.
Fui engolido pelo cotidiano,
massacrado pela rotina,
torturado pelas repetições e
julgado pelas circunstâncias.

E sim, eu não estou bom
(porque bem,
eu até que estou).

Reações

Olá pessoal,


Agora o blog também conta com o recurso das reações. Abaixo das postagens vocês vão encontrar três quadrinhos com os seguintes dizeres: ótimo, mediano e indiferente. Clicando uma vez dentro destas caixas, você já deixará a sua opinião registrada sobre aquele poema - de uma forma bem rápida.

A opção não exclui os comentários que eram feitos anteriormente (podem continuar escrevendo e eu responderei sempre).


Abraços.

Meu primeiro poema concreto


Há muitos anos, quando eu ainda era um adolescente, encantei-me pelo grupo concretista. Alguma coisa ali chamava a minha atenção, mesmo que ainda tivesse uma opinião em formação sobre os irmãos Campos e seu amigo Décio Pignatari. Nesta mesma época, comecei a escrever algumas coisas que achava parecidas com o Concretismo - em sua maioria eram caligramas, mesmo que não época eu não soubesse disso. O único poema desta época que ainda guardo é o que segue agora. Postá-lo aqui é quase uma brincadeira. Ele é o retrato de anos simples, inocentes e ainda sem consciência artística. Pura fruição. Aí vai - como foi escrito em minha adolescência:

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates