Há poesia em cada dia! Hoje é

Pequeno canto ao mar

Um dos livros de Neruda que mais gosto é La rosa separada - uma homenagem do poeta para a Ilha de Páscoa. Sempre achei interessante a estrutura do livro, com partes falando sobre os homens e sobre a ilha. Tentei fazer algo parecido (em menor escala, claro).
O texto vai abaixo:





PEQUENO CANTO AO MAR


El mar
El mar... yo... mi amada... mi sueño...

O mar e a mulher
As tranças do mar se
alongam praia adentro
para nos tomar o chão.
Retiram, de grão em grão,
o nosso equilíbrio.
Assim como o
mar és tu. O sublime
motivo da minha
ausência de juízo.
Tu retiras
de meus pés
o piso da razão.

El mar
Las olas... las caracolas... el campanario escogido...

O mar e os seus elementos
Eterna reviravolta incessante.
Grande força que dá e
toma seus presentes. Oprime
e embeleza a pequena
extensão que nos sustem.
Compartilhe mais uma
vez conosco de tua grandeza,
de teu marulho.
Tu nos dá parte de ti,
pois quando estamos
em ti é sempre o teu
melhor que levamos.

El mar
Otro tiempo... otro mar... una isla... la imagen de un hombre...

O mar e o homem
Em outro mar, talvez,
do outro lado do mundo,
alguém ainda pise,
descalço, a areia de uma
praia de pescadores.
Talvez seus pés ainda
se misturem com a areia
da praia, talvez ainda
estejam fincados na
sua terra. Ele, que já
foi chamado de
viajero inmóvil,
está lá, rondando
a velha casa, assistindo
o inexorável movimento
do mar.

0 comentários:

Postar um comentário

Traduzir / Translate

 

© Copyright Há poesia em cada dia . All Rights Reserved.

Designed by TemplateWorld and sponsored by SmashingMagazine

Blogger Template created by Deluxe Templates